Prece de Cáritas

27-06-2012 16:16

 

 

 

Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade,
dai a força àquele que passa pela provação,
dai a luz àquele que procura a verdade;
ponde no coração do homem a compaixão e a caridade!

"Deus dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso.
Pai dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, à criança o guia, e ao órfão o pai!

Senhor, que a Vossa Bondade se estenda sobre tudo o que criastes.
Piedade, Senhor, para aquele que vos não conhece,esperança para aquele que sofre.
Que a Vossa Bondade permita aos espíritos consoladores derramarem
por toda a parte, a paz, a esperança, a fé.

Deus! Um raio, uma faísca do Vosso Amor pode abrasar a Terra;
deixai-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita,
e todas as lágrimas secarão, todas as dores se acalmarão.

E um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento e de amor.

Como Moisés sobre a montanha, nós Vos esperamos com os braços abertos, oh
Poder! oh Bondade! oh Beleza! oh Perfeição! e queremos de alguma sorte
merecer a Vossa Divina Misericórdia.

Deus dai-nos a força para ajudar o progresso, a fim de subirmos até Vós;
dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão;
dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas o
espelho onde se refletirá a Vossa Divina e Santa Imagem.

Assim Seja!

*****

A Prece é conhecida no meio espírita, denominada De Cáritas, tem sido querida e
contritamente orada por várias gerações de espíritas.
Ela é uma oração que foi recebida pela médium madame W. Krell.
CÁRITAS era um espírito que se comunicava através de uma das grandes médiuns de sua época
- em um grupo de Bordeaux (França), sendo ela uma das maiores psicografas da História do Espiritismo,
em especial por transmitir poesia (que se constitui no ácido da psicografia), da lavra de
Lamartine, André Chénier, Saint-Beuve e Alfred de Musset,além do próprio Edgard Allan Poe.
Na prosa, recebeu ela mensagens de
O Espírito da Verdade, Dumas, Larcordaire, Lamennais, Pascal, e dos gregos Ésopo e Fenelon.
Época em que o Espiritismo já dava seus primeiros passos.
A prece de Cáritas foi psicografada na noite de Natal, 25 de dezembro, do ano de 1873,
de quem são, ainda, as comunicações:
"Como servir a religião espiritual" e "A esmola espiritual".
Atualmente fazemos dela um amuleto ou a pronunciamos de forma mecânica
como uma fórmula mágica
para acalmar os espíritos ou alcançar uma denominada graça,
sem compreender sua sublime beleza.

Vamos refletir sobre a Prece de Cáritas:


"Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade, dai força àquele que passa pela provação,
dai luz àquele que procura a verdade,
ponde no coração do homem a compaixão e a caridade..."


O irmão que tem fé sempre procura na prece o contato com Deus.
Tendo em vista o Poder e a Bondade a ele Creditados,
é Nele que se busca a força para suportar as
provações e transpor mais uma etapa da jornada evolutiva.

Quem procura a verdade é aquele que está em constante busca de conhecimento,
procurando melhorar-se a cada dia.
Por isso, o conhecimento é luz a se acender em nosso caminho.

Fé e caridade são consequências da busca do conhecimento.
Quem passa a conhecer suas fraquezas e busca melhorá-las até suprimi-las,
terá condições de compreender o próximo que
ainda não atingiu as condições de também melhorar-se.

"Deus! Dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso.
Pai! Dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, à criança o guia, ao órfão o pai."


Quem tem fé, sempre encontra aquilo que procura e recebe aquilo que merece.
Aquele que faz sua reforma interior, reconhece suas culpas e delas se arrepende,
sempre buscando reparar os erros do passado.
É por isso que se roga para se dar a verdade ao Espírito,
porque nós somos Espíritos em busca da verdade.

Pois, deparando-se com a busca da verdade,
através desta busca que encontramos a consolação e o repouso, o guia e o pai,
porque nunca estamos desamparados e sempre temos alguém
– denominado “anjo bom”ao nosso lado.
Prova incontestável é a reencarnação, pela qual poderemos
reparar erros pretéritos e aprender outras lições, de grande proveito

Senhor! Que a vossa bondade se estenda sobre tudo que criastes.
Piedade, Senhor, para aqueles que vos não conhecem, esperança para aqueles que sofrem


A fraternidade do Criador é incomensurável.
Se analisarmos cada situação difícil pela qual passamos, poderemos ver que
sempre houve alguém a nos auxiliar, a nos estender as mãos,
mesmo que fosse uma pessoa estranha ao nosso convívio, que nunca vimos.

Necessário se faz ainda, ser piedoso para aqueles que não o conhecem,
porque a verdade pode ser conhecida por muitas formas e em muitas situações.
Sabemos que aquele que hoje se proclama ateu, amanhã poderá ser um missionário religioso.
É só lembrar da história de Paulo de Tarso, que passou de
perseguidor a seguidor do cristianismo,
tornando-se um de seus maiores missionários.

Que a vossa bondade permita aos Espíritos consoladores derramarem por toda a parte
a paz, a esperança e a fé.
Deus! Um raio, uma faísca do Vosso amor pode abrasar a Terra;
deixai-nos
beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita,
e todas as lágrimas
secarão, todas as dores acalmar-se-ão

Espíritos Consoladores já vêm à Terra para derramar a paz, a esperança e a fé,
pois, cada vez que se emite um pensamento de bondade,
que se semeia uma semente de esperança ou se estende a mão caridosamente,
já estamos abrindo caminho para que os Espíritos Consoladores
possam aproximar-se e exercitar a sua sublime tarefa.

Se uma faísca do amor divino pode abrasar a terra, imagine a grandeza desse amor
do Pai sobre seus filhos,
que é capaz de nos permitir recomeçar sempre!

"Um só coração, um só pensamento subirá até vós, como um grito de reconhecimento e de amor"

Esta será uma conseqüência natural, que só o tempo e a nossa evolução serão capazes de trazer.

"Como Moisés sobre a montanha, nós vos esperamos com os braços abertos,
oh!
Bondade, oh! Beleza, oh! Perfeição,
e queremos de alguma sorte merecer a
Vossa Misericórdia"

Ao realizarmos nossa reforma íntima de coração aberto já seremos merecedores da
misericórdia divina, que nos permite começar e recomeçar.
Como já exposto, é o Seu amor grandioso,
que sempre nos abre os caminhos dos recomeços.

"Deus! Dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até vós,
dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade
que fará das nossas almas o espelho onde se refletirá a
Vossa Divina e
Santa Imagem! "

uma marcha obrigatória em nosso caminho, é o progresso.
Uns mais rapidamente, outros mais vagarosamente, mas sempre haverá progresso.
Até o deslinde deste caminho
– se é que ele tem fim, pois a evolução nunca pára –
encontraremos a caridade pura, a fé, a razão, a simplicidade,
porque para aquele que é verdadeiramente caridoso, não é preciso luxo ou ostentação,
pois é nas coisas pequenas e simples que se encontra a grandeza de Deus.

Todas as mensagens que Mme. W. Krell psicografada em transe, e, que chegaram até nós,
encontram-se no livro Rayonnements de la Vie Spirituelle,
publicado em maio de 1875 em Bordeaux, inclusive,
o próprio texto em francês (como foi transmitido) da prece de Cáritas.